Escritor moçambicano “Mia Couto”

RT @LuizMotta “Visito esses mundos, mas não moro em nenhum deles. Combino isso tudo. Faço uma mestiçagem disso tudo” #MiaCouto

RT @LuizMotta “Sou uma espécie de ateu não praticante”, #MiaCouto

RT @TukaScaletti  “Não me sinto muito bem nessa casa chamada literatura. Eu sou um contador de histórias”. Mia Couto no #RodaViva.

‏RT @LuizMotta O Português distingue entre o “estar” e o “ser”, o que no inglês não funciona. isso não é detalhe…

RT @LuizMotta … permite uma visitação de uma coisa que é essencia e de outra que é vivência temporária, #MiaCouto #RodaViva

RT @LuizMotta A língua portuguesa tem uma capacidade de se prestar à Filosofia”, #MiaCouto no #RodaViva

‏RT @LuizMotta “No Brasil, me sinto estrangeiro porque não sei falar com as árvores que estão aqui e sei falar com a árvores que estão lá”.

RT @tvcultura “Encontro mais explicações na poesia do que na ciência”. Mia Couto no #RodaViva.

‏RT @LuizMotta “A biologia me ensinou a reconhecer que outros serem também têm uma linguagem, têm um diálogo que se perdeu”!

RT @repimlins Pra quem achou o Roda VIva o fim da feira, aqui uma entrevista boa que ajuda a conhecer o Mia Couto. Do @bbimbi http://bbimbi.blogspot.com.br/2011/06/entrevista-al-escritor-mozambiqueno-mia.html

RT @LuizMotta “Já ñ somos governados por interesses nacionais, mas por entidades sem rosto, que nos conduzem a paritr de fora…”, #MiaCouto #RodaViva

RT @LuizMotta “…mas não se trata de realidade totalitária. Há fraturas, espaços onde podemos lutar contra isso e encontar respostas”, #MiaCouto #RodaViva

O velho, o garoto e o machimbombo destruído

RT @LuizMotta “#Moçambique guarda enorme diversidade de mundos e tempos distintos”, #MiaCouto #RodaViva

RT @poetacicero “eu não me sinto branco em Moçambique”. #miacouto

RT @sempreumpapo Feliz por ver o #MiaCouto nos TT´s. Assistam o programa que fiz com ele e Agualusa: http://bit.ly/IirY0R @gisellezamboni

RT @LuizMotta Se ñ tivesse vivido num país que ñ tivesse tido revolução, levaria mais tempo pra entender certas coisas essenciais”, #MiaCouto

‏RT @LuizMotta “Me afastei da política porque a política se afastou dela mesma”

RT @LutiGuedes Terra Sonâmbula é incrível!!! Já falei pra ele uma vez, é pura poesia em prosa!!! Viva #MiaCouto #RodaViva

‏RT @LuizMotta “Livro do Desassossego ñ se termina nunca de ler”, #MiaCouto

RT @LuizMotta #MiaCouto diz que #JorgeAmado foi grande influência. “Brasil desconhece valor dele pra escritores africanos (de lingua portuguêsa)”. #RodaViva

RT @LuizMotta “Escritores criam universos próprios, incomparáveis. Por isso prêmios literários são absurdos. Obras não são possíveis de se hierarquisar.” diz #MiaCouto #RodaViva

RT @LuizMotta José  Eduardo Agualusa compartilha a opinião de #MiaCouto sobre #JorgeAmado. #RodaViva

RT @LuizMotta Primeiro capítulo de “Terra Sonâmbula” de #MiaCouto em #PDF  http://goo.gl/GCG9m

RT @LuizMotta “Naquele lugar, a guerra tinha morto a estrada. Pelos caminhos só as hienas se arrastavam” – Início de Terra Sonâmbula

‏RT @LuizMotta Depois que li o “Terra Sonambula” do #MiaCouto, não encontro nada melhor, por mais que procure… tá difícil. #RodaViva

RT @laionmonteiro “Sou uma espécie de ateu não praticante. Estou aberto a outras possibilidades” [Mia Couto, no “Roda Viva”, da Cultura].

RT @LuizMotta “Há uma relação entre a escrita e a caça. O caçador sabe ler o mundo. Advinha o que está só sugerido, como o escritor, #MiaCouto #RodaViva

RT @LuizMotta “Faço avaliação ambiental. Sou árbitro. Assim ñ me envolvo com movimento político (ambiental). Mas me sinto eficaz como se o fizesse” #MiaCouto no #RodaViva

RT @LuizMotta “Mais grave do que não escrever é escrever demasiado”, #MiaCouto  (E tomo isso pra mim… Vou dormir. Valeu, Mestre!)

A entrevista completa está no YouTube:

Anúncios